Karla

karla nomade

Nomade

Situação política no Brasil é citada na Berlinale edição 2020

O diretor de cinema brasileiro e membro do júri da 70. Berlinale, Kleber Mendonça Filho comentou na coletiva de imprensa de abertura do Festival que o cinema brasileiro é alvo de “sabotagem”, pois no momento, 600 projetos de cinema e televisão no Brasil estão suspensos, dificultados por obstáculos burocráticos. 

“O cinema brasileiro tem uma longa história, muito variada, resultado de 15, 20 anos de muito trabalho duro, construindo políticas que nos ajudam a fazer filmes, não apenas no Rio de Janeiro e São Paulo. E é exatamente isso que estão tentando destruir nesse momento. É uma sabotagem”, disse Kleber.  

Kleber ainda disse que apesar do momento histórico que o cinema brasileiro está vivendo, as mudanças políticas culturais são uma ameaça para a sétima arte. 

 Mas é claro que o deleite de ter 19 filmes brasileiros no Festival é maior do que os problemas, por isso Kleber comemora,  “Este é o melhor momento que o cinema brasileiro já viveu”.

O diretor ainda agradeceu ao diretor da Berlinale – Carlo Chatrian, por falar sobre a situação crítica do cinema brasileiro e acrescentou que dada a situação em seu país, ele manteve sua liberdade de fazer filmes como quisesse.  No ano passado, Kleber Mendonça Filho ganhou um dos dois prêmios da platéia com seu filme “Bacurau“.

E é claro que ele não deixou de citar a recente perda  de José Mojica Marins – o Zé do Caixão e citá-lo como um dos maiores cineastas do Brasil. 

 Leia mais sobre a 70. Berlinale.

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =

Recent posts

COMO VIAJAR DE FORMA SUSTENTÁVEL

Hi there! Join the nomadic soul tribe!

Subscribe to my newsletter and get exclusive sustainable travel tips!