Karla

karla nomade

Nomade

Compostagem

Compostagem doméstica: aprenda com uma família

A compostagem doméstica é uma prática bem antiga. Ela foi uma das primeiras maneiras de manter férteis as terras cultivadas. Assim, o adubo, como parte da história da fertilização, fez uma tremenda contribuição para o progresso da civilização humana. 

Mas o que é compostagem?

Ela é o processo de reaproveitamento e transformação da matéria orgânica encontrada no lixo, em uma fonte de nutrientes. Assim sendo, quando misturada à terra funciona como fertilizante. A técnica muito utilizada em grande escala na agricultura também pode ser reproduzida domesticamente e aplicada em plantas, hortas e jardins.

Atualmente, a compostagem está sendo cada vez mais utilizada. Afinal, seus benefícios são inúmeros. 

E você? Pensa em fazer a sua compostagem, mas pensa que trata-se de algo complexo?

Não será mais, depois deste artigo. Pois eu conversei com um adepto da prática já a vários anos: Ryan Maragno – pai desta menina linda na foto de capa, Isabela que o ajuda na compostagem. Ryan descobriu com sua família a importância da compostagem doméstica, estudou sobre o assunto e desta forma, poderá nos ensinar o segredo para que você faça isso em casa!

Como você começou a compostagem doméstica?

Eu já estava começando uma horta caseira, e é claro nós sempre fomos contra os adubos químicos. Ou seja, sempre procuramos adubos orgânicos. Dentre os adubos orgânicos, usava cocô de galinha, que é uma boa fonte de nitrogênio, cocô de gado também, que além do nitrogênio tem outros micro-nutrientes. Mas um excelente adubo, ou seja, um dos melhores adubos de todos, bem equilibrado é o humus de minhoca. 

 

A sua compostagem é feita com minhocas?

Sim, feita de minhocas. Existem diversos tipos de compostagem. Tem gente que simplesmente separa um quadrado no quintal e joga os restos de folha lá, por exemplo. Pois aquilo ali vai compostando e a terra fica boa. Depois você tira e planta ali.

O meu não é assim, eu tenho as caixas. Nós compramos minhocas californianas, pois elas não são tão grossas como as de pesca. Elas não são suculentas, mas em compensação, elas são bem melhores para a decomposição dos alimentos.

O que é humus de minhoca?

Então o humus de minhoca nada mais é do que o cocô da minhoca. Ela decompõe o alimento e caga ali. Esse é o adubo. 

Vamos de volta a forma que você faz sua compostagem doméstica

Então, eu percebi que o humus de minhoca era um excelente adubo, porém caro. 

E além disso tinha um outro adubo que eu não tinha porque ainda não tinha minhas caixinhas de compostagem, que era o chorume. 

O chorume é o líquido que desce dos alimentos. Então minhas caixas de cima eu coloco os alimentos e umas folhas secas. Ou seja, nas caixas de cima eu coloco os resíduos, e as caixas de baixo são apenas coletoras do líquido. 

Assim, eu tiro o chorume de baixo, diluo em água, pois ele é muito forte. 

E além dele ser um excelente adubo, ele ainda ajuda também a combater algumas doenças, algumas pragas que atacam as plantas. 

Então você vê que sistema maravilhoso! Na mesma compostagem você tem o chorume e o humus de mihoca, que são dois adubos excelentes. Essa foi basicamente nossa motivação inicial. 

 

O que você coloca em sua composteira?

Você pode colocar praticamente todo o resto de comida da cozinha. Nós evitamos alimentos ácidos. Eu não coloco por exemplo casca de laranja e limão. Também você não pode colocar de forma alguma resto de animal. Ou seja, carne e leite.

O que tem muito lá são cascas de frutas, restos de frutas, até papel toalha usado para alimentos, nós jogamos lá também que é bom pras minhoquinhas.

E você tem que dar uma balanceada na sua composteira. Ela não pode ter só resíduos orgânicos. Assim você coloca também uma bela quantidade de matéria seca. Por exemplo, as folhas secas, apara de grama, resto de serragem, e coisas deste tipo. 

Então em suma eu estou produzindo um dos melhores adubos que existem e em um custo zero. E acima de tudo, ajudando o planeta, reduzindo o lixo. 

E quão difícil é esse manejo com a compostagem doméstica?

De difícil não tem nada. É bem tranquilo. Existem umas caixas dessas de compostagem já prontas. Você pode comprar e já a terá no ponto de usar. 

Ou seja, você vai colocar um pouco de terra, um pouco de minhoca, vai colocando comida. Não pode exagera muito porque a decomposição dos alimentos gera gás carbônico, esquenta, gera calor também. Isto é, se esquentar demais vai ferver lá dentro e as minhoquinhas morrem. Mas assim, para isso acontecer é uma quantidade bem alta. 

Como as minhocas se reproduzem?

A questão das minhocas reproduzirem, é basicamente em relação a quantidade de alimentos. Então se elas tem muito alimentos elas reproduzem pois elas sabem que seus herdeiros vão ter o que comer. Se a caixa fica com pouca comida elas param de reproduzir. 

Concluindo, foi bem fácil. Eu comprei as caixas que encaixam umas nas outras, ou seja, caixas organizadoras. Fiz os furos pra elas respirarem, e os furos pra elas passarem de uma caixa pra outra, e fiz um buraco pra torneira na de baixo pra poder coletar o chorume. 

Nós compramos cerca de 100 minhocas, foi bem baratinho. Colocamos lá dentro e começou a dar certo. 

É importante também ver a proporção de lixo pra quantidade da caixa. Nós no começo percebemos que precisávamos de caixas maiores. Então compramos uma caixa maior e hoje temos duas composteiras. 

Então hoje em dia todo o lixo orgânico da nossa casa, que é passível de ir lá pras minhocas, a gente coloca. 

Nós aproveitamos também outras coisas como casca de ovo, e todas as coisas possíveis que não vão pra compostagem doméstica. Nós estamos bem auto sustentáveis em relação ao adubo da horta. 

Agradecemos enormemente ao Ryan e a sua família linda e de vida sustentável pela entrevista. 

Leia também sobre permacultura urbana

Mais informações sobre minhoca na compostagem doméstica

Elas estão adaptadas para viver em áreas rasas, muito ricas em nutrientes e se sentem confortáveis mesmo em caixotes estreitos.

Elas também são caracterizados por um apetite particularmente grande.

Em contraste, com muitas minhocas encontradas na natureza, que vivem em zonas mais profundas, as minhocas de compostagem têm preferências alimentares especiais. Assim sendo, não é toda espécie de minhoca que pode ser usada em compostagem.

minhocas na compostagem doméstica

 

As minhocas da compostagem, se alimentam empurrando sua boca contra o substrato – seu alimento e habitat. Elas exercem a força dos músculos de seu corpo. Ao fazer isso, ingerem tanto material orgânico quanto inorgânico.  Como por exemplo partículas de argila, pequenos grãos de areia e similares. Após a digestão, as fezes das minhocas são excretadas juntamente com cálcio e uma camada de muco, resultando em migalhas já estáveis.

Bactérias e fungos colonizam estes e transformam os excrementos de minhocas em flocos de húmus elásticos, absorventes e ainda mais estáveis.

Você poderá também se interessar

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =

Recent posts

COMO VIAJAR DE FORMA SUSTENTÁVEL

Hi there! Join the nomadic soul tribe!

Subscribe to my newsletter and get exclusive sustainable travel tips!