Karla

karla nomade

Nomade

Slow Travel

Slow Travel – A forma poética de viajar

Slow Travel – A viagem lenta é uma abordagem de viagem que enfatiza a conexão: com a natureza, com as pessoas locais, culturas, comidas e música. Ela se baseia na idéia de que uma viagem é destinada a educar e ter um impacto emocional, no momento presente e para o futuro, permanecendo sustentável para as comunidades locais e para o meio ambiente.

Já ouviu falar do movimento Slow Food? 

Originou-se na Itália em 1986 e visava preservar a culinária regional, a agricultura local e os métodos tradicionais de culinária por meio da educação de turistas e residentes locais. As pessoas estavam percebendo que o aumento do turismo estava mudando a maneira como as pessoas comiam, trazendo restaurantes maiores e baseados em redes para as principais cidades e tirando lucros dos estabelecimentos familiares. O movimento slow food trabalhou para atrair os negócios de volta aos restaurantes tradicionais, divulgando os benefícios do uso de ingredientes de origem regional e estimulando as economias locais.

Slow food

‍Indústria diferente, mesmo conceito. Quando a viagem é considerada, uma mentalidade slow, incentiva os turistas a dar um passo atrás em suas listas de tarefas e fotos dignas do Instagram e simplesmente abraçar o que o momento presente e a comunidade local tem a oferecer. 

Em termos concretos, o que é uma Slow Travel?

Antes de tudo, na minha experiencia pessoal, desacelerar, é deixar de lado a ansiedade da quantidade e valorizar mais a qualidade da viagem. Confesso que a princípio eu não acreditava ser capaz de fazer isso, pois eu sempre tive muita sede de conhecer a maior quantidade de cidades possível. Assim sendo, eu fazia lista, mapas, contagens, recorde, etc. Listas de cidades que eu apenas passei um dia, ou algumas horas. Ou seja, o total oposto a Slow Travel. 

Agora eu escrevo sobre viagens lentas porque isso teve um impacto tão positivo em minhas viagens, em minha forma de apreciar o mundo, que eu gostaria de incentivar iniciantes neste estilo de viagens e também aqueles que ainda não sabem ao certo o seu significado. 

Acima de tudo, a Slow Travel, é um termo que nasceu do movimento Slow Living, ou seja, para ser capaz de aproveitar a viagem lenta, você já precisa estar no caminho de um estilo de vida lento. 

Viver de forma mais lenta é uma disposição que nos encoraja a recuperar tempo para o que mais valorizamos. Simples assim.

Trata-se de identificar as coisas e as pessoas importantes em nossas vidas e cultivar espaços dedicados ao que quer que nos traga alegria e significado.

Sim, são todas as alegrias do minimalismo amarradas em um arco muito mais bonito e menos intimidante.

slow living

Viagens lentas estão nos trazendo de volta às raízes da razão de viajarmos. Veja como você pode abraçar esta mentalidade para diminuir a velocidade, mergulhar totalmente em suas experiências, e desfrutar a Slow Travel!

Esqueça o itinerário

Você ama um itinerário? Adora planejar cada minuto de sua viagem? 

Eu já fui assim e com muito orgulho de saber planejar como ninguém uma viagem perfeita.

O problema do itinerário é que ele o restringe e tira qualquer espontaneidade que você possa ter. E lembre agora comigo de quantas vezes a magia aconteceu durante algum momento espontâneo e não planejado em sua viagem.

Não ha nada errado em planejar. Principalmente se você não consegue mesmo ir para algum local desconhecido apenas na espontaneidade. Mas ainda assim, deixe espaço para ela acontecer. Descubra ruas incríveis, mercados, cafés, pessoas.  Momentos que tornam sua viagem mais memorável.

Dar tempo para que esses momentos aconteçam significará que mais deles acontecerão. Dê a si mesmo permissão para se afastar do roteiro. Desta forma você pode encontrar algo que deixe uma impressão em sua alma. Quer seja uma noite passeando por um parque local, um dia refletindo sobre a intenção artística em um museu ou uma tarde fazendo rafting nas montanhas, você buscará uma aventura que o fará sentir algo.

Faça menos, porém melhor

Menos, porém melhor é uma frase que aprendi com o tempo e com a influência do meu marido que sempre gostou de passar mais tempo em um só destino, enquanto eu queria fazer o máximo de destinos possível em pouco tempo.

A Slow Travel, com esse princípio do essencialismo, e é algo que tem um resultado impressionante em nosso ser.

Sei que isso soa um pouco científico quando deveríamos estar falando de viagens, mas ainda assim se aplica. Pense assim, vá a menos lugares, mas explore cada um com mais detalhes para que você sinta que viu tudo o que ele tem a oferecer. Voar de um lugar para o outro não é tão satisfatório quanto explorar em algum lugar a um ritmo lento, em sua totalidade. O objetivo aqui não é ter a viagem tradicional, onde você pode ver todas as coisas que viu, mas ter tempo para aproveitar o que um lugar realmente tem a oferecer. Você desenvolverá uma conexão mais forte com um lugar ao adotar esta abordagem.

Esta não é apenas uma forma de viajar, é uma mentalidade. É a perspectiva de que a qualidade da sua experiência é mais importante do que a quantidade de experiências quando você viaja.

Esqueça os locais batidos e muito recomendados

Esta é sem dúvida uma das características do turista sustentável.

Você não quer ser mais um a tirar foto nos lugares mais Instagramáveis. Pelo contrário. Quer passar o mais longe possível destes destinos.

Você não vai perder seu tempo e dinheiro para apenas uma foto em um lugar batido.

Em vez de se certificar de que você atingiu os “pontos quentes” descritos em um guia de viagem, concentre-se nas coisas que os habitantes locais fazem todos os dias, coisas que os entusiasmam e dão alegria. O impacto que essas conexões têm sobre você vai durar muito mais tempo do que as lembranças que você tem de correr de atração turística em atração turística.

Tem muito a ser explorado neste mundo. Não faça coisas que não se alinham com seus valores. A vida é muito curta e preciosa para isso. 

 

Absorva a experiência

Aproveite ao máximo o momento presente para perceber o cheiro dos alimentos que estão cozinhando, a maneira como os locais falam e os gestos que usam ou os sons ao seu redor. Estas são lembranças que você pode se deliciar mais tarde e que o trarão de volta ao momento.

Salpique estes momentos ao longo de sua viagem para acrescentar um pouco mais de significado e magia.

A chave é desacelerar e estar verdadeiramente presente no momento, e não sentar ao lado da tomada mais próxima carregando seu telefone enquanto você percorre as mídias sociais. Na verdade, o melhor é deixar o celular pra trás, para que assim, você possa realmente apreciar o que está acontecendo ao seu redor, em vez de tentar capturar cada momento que você sente que pode ser digno do Instagram. 

Aliás esqueça o Instagram e as redes sociais durante sua Slow travel. Vá capturando seus momentos e quando voltar para casa você compartilha os melhores. Se você ficar com a preocupação de postar cada momento que vive, nao vai aproveitar a totalidade do seu ser no ambiente que está. Vai se dividir em diferentes mundos. 

Acredite! É libertador viver uns dias sem redes sociais.  

Menos estresse na Slow Travel

As vezes que ouço alguém me dizer – não sei como você consegue viajar tanto, eu até gostaria de viajar mais, mas é tão estressante!

Você pode se perguntar como isso é possível, pois a viagem é supostamente para desestressar. Mas se  você também é da turma de que a viagem é estressante, você precisa tentar uma abordagem diferente.

slow travel

 Primeiramente, abrandar as coisas vai ajudar. Isso porque não precisamos tornar a vida mais difícil do que ela tem que ser. Muito menos uma viagem. 

A Slow Travel é perfeita para praticar isso. Comece então com a mala leve,  ou seja, não leve coisas demais. Não planeje demais, não beba demais, não coma demais, não tenha expectativas irrealistas e não arruine o que deveria ser lembranças preciosas.

Se você fizer isso, não voltará para casa com uma enorme exaustão.  

Faça as coisas do seu jeito

Se você adora ficar deitado em seu quarto de hotel assistindo filmes à noite em vez de beber no bar do hotel, faça isso!

Se gosta de caminhar e se perder nas ruas ao invés de seguir  o precioso guia com os mais quentes pontos turísticos, faça!

Se gosta de simplesmente se sentar em um banco e olhar as pessoas passarem, ótimo!

Ou seja, nunca sinta que você tem que fazer o que todos os outros estão fazendo para que sua viagem seja digna. Viajar é o momento perfeito para você se dar a oportunidade de fazer o que quer que seja que o recarrega e o faz feliz. Abrace esse tempo e dê a si mesmo a permissão para se entregar. Coma as batatas fritas na cama, peça serviço de quarto em vez de sair, deite-se à sombra se você odeia tomar sol. Pense no que é que faz você se sentir mais feliz nas férias e faça mais isso.

Muitos viajantes gostam de usar a frase “sempre há outra viagem” para transmitir que é impossível ver ou fazer tudo dentro de uma cidade em um curto espaço de tempo. Não há problema em guardar alguns dos pontos turísticos para outra visita. Em vez de correr para fazer tudo, entregue-se a atividades baseadas na experiência.

Viagem leve em sua Slow Travel

Falo muito e enfatizo a viagem leve porque os benefícios são infinitos. Abandonar a mala imensa e duas roupas por dia é uma ótima maneira de eliminar distrações e amenizar o estresse que as viagens podem causar. Cercar-nos de muita coisa, nos faz sentir estressados. De qualquer forma, nunca há cabides suficientes no guarda-roupa, portanto, deixe o excesso em casa.  Quanto menos tempo passar organizando seu quarto de hotel bagunçado e tentando decidir o que vestir e mais tempo absorvendo a experiência de viajar, melhor. Você vai se surpreender com a diferença que isso pode fazer.

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =

Recent posts

COMO VIAJAR DE FORMA SUSTENTÁVEL

Hi there! Join the nomadic soul tribe!

Subscribe to my newsletter and get exclusive sustainable travel tips!