Karla

karla nomade

Nomade

Coronavírus na Alemanha: os jovens são realmente culpados?

Um estudo recente sugeriu que jovens adultos entre 20 e 24 anos são os principais responsáveis pela transmissão do coronavírus. Certamente a informação é controversa, pois pelo que podemos observar, a realidade de como o vírus se espalha é mais complicada.

A Alemanha na crise do coronavírus

Enquanto países em todo o mundo enfrentam bloqueios, números de mortes surpreendentes e sistemas de saúde sobrecarregados, a Alemanha tem resistido à tempestade com relativa estabilidade e baixas taxas de mortalidade, por isso, o país desperta grande interesse de pesquisadores profissionais e de epidemiologistas ocasionais.

Um novo estudo sobre a conformidade da Alemanha com as regras de distanciamento social, alcançou grande repercussão nas mídias sociais, com manchetes afirmando que os jovens eram muito mais propensos a violar os regulamentos e, assim, continuar a disseminação do novo coronavírus. A idéia ficou particularmente popular após um fim de semana em que surgiram muitas fotos de jovens lotando parques nas grandes cidades e participando de protestos contra o bloqueio.

Jovens reunidos em um parque de Berlim durante a crise do coronavírus

Risco relativo maior para jovens

“Pessoas entre 20 e 24 anos estão dirigindo a pandemia de coronavírus na Alemanha”, afirmou o diário Tagesspiegel, com vários outros meios de comunicação alemães contando a história. Mas essa conclusão é realmente confirmada pelos dados?

O estudo foi conduzido pelos epidemiologistas de Harvard Edward Goldstein e Marc Lipsitch, usando dados do centro alemão de controle de doenças, o Instituto Robert Koch (RKI) e publicado na Eurosurveillance, uma revista sobre doenças infecciosas e epidemiologia.

Usando dados sobre o número de infecções confirmadas por coronavírus na última semana de março e no início de abril, os cientistas concluíram que o risco relativo (RR) para casos de COVID-19 para residentes da Alemanha com idades entre 15 e 34 anos, e particularmente entre 20 -24, foi visivelmente mais alto que todos os outros grupos etários. Eles também determinaram que padrões semelhantes haviam surgido na Coréia do Sul, onde indivíduos de 20 a 29 anos tiveram o maior número de casos detectados.

No entanto, o documento também observa que os cientistas até agora não conseguiram determinar a razão por trás do aumento do risco. Embora mencionem “a possibilidade de mistura elevada devido à menor aderência às diretrizes de distanciamento físico para pessoas de 15 a 34 anos”. regulamentos.

Além do contato social, outras fatores de risco entre os jovens

Muitos jovens têm maior probabilidade de trabalhar em empregos de alto contato, por exemplo nas indústrias de serviços. Embora muitos desses setores tenham sido temporariamente fechados durante o bloqueio, o período de estudo inclui um período em que muitos jovens poderiam ter contraído a doença no trabalho antes da entrada em vigor as novas restrições.

 Os jovens também são menos propensos a possuir carros e, portanto, têm uma necessidade contínua de transporte público. 

E ainda para quem não sabe, o surto do coronavírus na Alemanha,  se originou com jovens retornando de férias de esqui na Áustria e depois se reunindo para celebrar o Carnaval. A festa é amplamente comemorada no oeste e no sul da Alemanha, portanto,  o vírus se espalhou de maneira mais concentrada entre a faixa etária jovem nestas reuniões públicas.

 

Para confundir ainda mais o tópico

 Existe um estudo separado, divulgado no mesmo dia que o que examina o fator RR e diferentes faixas etárias. Este examinou a pequena cidade ocidental de Heinsberg, conhecida como epicentro da Alemanha para o COVID-19. Para reunir seus dados, cientistas da Universidade de Bonn testaram mais de 900 indivíduos de Heinsberg. Os resultados indicam que cerca de 20% das transportadoras na Alemanha podem ser assintomáticas. Isso significa que cerca de 1,8 milhão de pessoas até agora poderiam ter sido infectadas com o coronavírus em todo o país, um número dez vezes maior que a contagem oficial dada pelo Robert Koch Institut.

Para concluir, apenas uma observação minha. Aqui em Berlim até hoje nenhuma pessoa com menos de 40 anos foi vítima fatal do coronavírus. 

Você poderá também gostar das postagens

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + dois =

Recent posts

COMO VIAJAR DE FORMA SUSTENTÁVEL

Hi there! Join the nomadic soul tribe!

Subscribe to my newsletter and get exclusive sustainable travel tips!