Karla

karla nomade

Nomade

trilha - viagem sustentável

Como ser sustentável: caminhadas em trilhas

 

A própria natureza das caminhadas já faz delas uma atividade sustentável. Usamos nossas próprias pernas para nos impulsionar, sem gases ou emissões nocivas. As caminhadas nos ensinam a viver com menos, a apreciar a água e os recursos naturais.

Tanto que a maioria de nós que amamos fazer trilhas na natureza amamos nosso planeta e nos preocupamos com a conservação ambiental. 

Então quais são as melhores maneiras de ser sustentável em uma caminhada e manter nossas terras o mais saudável possível? Aqui eu separei umas dicas para reduzir sua pegada enquanto você faz caminhadas na natureza.

Evite as trilhas populares

Escolher sua rota é sempre a parte mais bacana do planejamento de uma caminhada. Afinal nossa aventura começa antes de viajar ou de fazer a trilha.

E as vezes você pode ficar seduzido por alguma foto de trilha que viu no Instagram. Mas, por mais atraente que essa caminhada popular pareça nas mídias sociais, vale a pena fazer sua pesquisa sobre o nível atual de tráfego em uma trilha que você está considerando.

Será que está sofrendo de turismo excessivo? Grandes multidões danificaram a trilha ou estão afetando a experiência das caminhadas? Se sim, procure algumas opções menos viajadas que podem simplesmente ser mil vezes melhor. Além disso, verifique como é a trilha durante e fora da estação. Se elas ainda são seguros de acesso, você pode ter o lugar só para você.

Foto: KarlaNomade ©Karla Maragno

Mantenha-se nas trilhas

Foto: KarlaNomade ©Karla Maragno

As trilhas existem por uma razão. Evite então fazer suas próprias trilhas. 

Manter o impacto humano em trilhas estabelecidas não só preserva o ambiente ao redor, mas também elimina a possibilidade de invasão acidental de terras privadas e reduz o risco de ferimentos.

O mesmo vale para os lugares onde você monta sua barraca.  Se uma trilha tem acampamentos estabelecidos, use-os em vez de criar a seu próprio camping. Todos aqueles que individualmente fizeram círculos de fogo e abrigos de vento podem começar a somar, perturbando os caminhos e vistas que todos vieram a desfrutar.

Se você está planejando algo mais avançado como atravessar os Alpes caminhando, talvez seja melhor ter alguma ajuda experiente. 

Escolher o operador certo é um longo caminho quando se trata de viagem sustentável. Antes de reservar, não deixe de fazer perguntas importantes: que medidas a empresa está tomando para reduzir o impacto que está tendo em um lugar? Eles são de propriedade local (mantendo assim o dinheiro circulando na economia local)? Eles estão pagando aos membros de seu pessoal (tanto guias quanto carregadores) salários justos? Uma boa empresa se apresentará sobre suas políticas e fará com que você se sinta confortável em perguntar.

Tenha um bom equipamento

Escolha equipamentos que foram feitos para caminhadas.

Boas botas, mochilas, bastões de caminhada, sacos de dormir, seja lá o que for que você precisar, que sejam específicos para trilhas.  Isso faz uma tremenda diferença no seu humor para longas caminhadas. Além é claro de salvar suas costas durante um longo dia de trilhas.

Além disso, tente usar o equipamento de uma empresa que tem uma política sólida de reparos. Às vezes os consertos são simples e podem prolongar a vida útil de seu equipamento por anos.

Outra opção são produtos de segunda mão, pouco utilizados. Isto não só evitará que esses itens se transformem em lixo, mas também lhe poupará algum dinheiro.

Algumas marcas de alta qualidade com boas políticas de reparos incluem um programa de segunda mão projetado para prolongar a vida útil do equipamento. 

Estar ciente das permissões e regulamentos de fogo

Muitas rotas, particularmente aquelas para o through-trekking, exigem que você obtenha uma permissão antes de embarcar em sua viagem; algumas das mais desafiadoras podem até exigir que você se dirija à delegacia de polícia antes de sair. Da mesma forma, muitos parques e trilhas têm regulamentos rigorosos contra incêndios, e nenhum de nós quer ser aqueles campistas que acidentalmente queimam uma enorme faixa de floresta. Certifique-se de estar informado sobre os requisitos para caminhadas, trekking e acampamento de um destino, para sua segurança e para a de outros.

Leve seu lixo

Parece obvio, mas infelizmente é freqüentemente ignorada. Ao limpar o local que você fez a pausa do lanche ou o seu acampamento, faça uma super verificação para ter certeza de que você pegou todo o seu lixo e o embalou. Ninguém quer chegar em uma trilha e encontrar um saco com o lixo de outra pessoa esperando por eles.

E para reduzir o peso adicional de empacotar seu lixo, lembre-se do princípio da mala leve. Opte por reduzir o lixo desde o início.  Leve itens em recipientes reutilizáveis. 

Caco de garrafa que encontrei em uma trilha

Faça cocô com responsabilidade!

Já que estamos falando de gestão de resíduos, vamos falar sobre a parte menos atraente das atividades na natureza: fazer cocô ao ar livre. Quando se trata do momento inevitável que você deve considerar o que deve fazer com seus próprios excrementos, seja responsável; embalar seus resíduos é a melhor aposta (sacos biodegradáveis e neutralizadores de odores são totalmente uma coisa hoje em dia, e podem ser enfiados em “tubos de cocô” portáteis para transporte), mas se você se encontrar sem saco, traga uma colher de pedreiro para enterrar seus resíduos. O “cathole” deve ter de seis a oito polegadas de profundidade e pelo menos 200 pés de seu acampamento, das trilhas e de qualquer fonte de água para evitar contaminação. E não se esqueça de levar todo o papel higiênico e lenços de papel com você – nada de escondê-lo atrás de arbustos!

 

 

Leia também 7 Formas de visitar a natureza e deixá-la intacta

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =

Recent posts

COMO VIAJAR DE FORMA SUSTENTÁVEL

Hi there! Join the nomadic soul tribe!

Subscribe to my newsletter and get exclusive sustainable travel tips!